sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

TRAGÉDIA NO RIO DE JANEIRO
Não deixa de ser uma tragédia anunciada. Se pegarmos os jornais do ano passado, veremos as mesmas imagens de hoje. As encostas vindo abaixo em cima das casas construidas de maneira irregular, causando morte e destruição. Rios e canais transbordando por falta de reparos e planejamento. O serviço de metereologia previu este temporal medonho, mas de nada adiantou. Gastasse mais nos reparos do que na prevenção. Junta-se ao mau tempo a condição de miséria e ignorância das pessoas.
O salvamento de uma mulher comoveu a todos, pois agarrada a uma corda ela lutava contra a fúria das águas, abraçada a um cachorrinho. Não dava para definir a idade da mulher,que declarou ter muitos filhos para criar, sem pai.
Depois, apareceu uma menina de 15 anos em trabalho de parto,num total despreparo até para falar. Ela,com certeza, fará um monte de filhos. E o que será dessas crianças? É o que se vê sempre.
Estes são apenas dois casos. Mas, como estes milhares de outros casos,que denunciam o verdadeiro grau de pobreza da população. Não é só a pobreza financeira, mas a pobreza cultural,
existencial, educacional e todo tipo de pobrezas possíveis e imagináveis.

Em meio a desolação, a natureza nos presenteia com os FLAMBOYANT por toda a cidade. As flores são vermelhas e amarelas. Em todos os lugares, muitas árvores com essa floração lindíssima.

19 comentários:

maria teresa disse...

Penso que toda a tragédia que estão a viver por aí, tem tido impacto em todos nós.
Lamentamos as mortes anunciadas e tal como a Paloma diz é triste ver-se que a falta de cultura, a impreparação do povo,... conduza a este tipo de situações. A Natureza é soberana!
Abracinho meu!

Catarina disse...

Triste, tragico... e as verbas para onde são canalizadas? As infraestruturas continuão inexistentes, parece que tudo se altera para ficar na mesma.

ValCruz disse...

Olá! Lamentável tudo isso, infelizmente a história se repete!

Abraços e obrigada pela visita!

Paloma disse...

MARIA TERESA,a natureza tem a suas
próprias leis, que o homem tem que
respeitar.

CATARINA,as verbas,agora aparecem
para fazerem alguns reparos,a longo
tempo,que acabam não sendo feitos.

ValCruz,todos os anos é a mesma coi
sa.Só que este ano superou em núme-
ro de vítimas.

Cida disse...

E o pior é que tem gente achando que a culpa é única e exclusivamente da chuva...
Faça-me o favor!!!
Como cheguei a comentar no blog da Avogi, esta é mais uma das tragédias anunciadas, e para as quais o governo fecha os olhos.
Verba tem (é claro, é só ver o mundo de impostos que a gente paga).
Agora, com certeza, para os governantes, deve existir coisa bem mais IMPORTANTE do que salvar vidas humanas, e é pra lá que vai o nosso suado dinheirinho.
Muito triste mesmo!!!

Dulce disse...

Paloma, acho mesmo que quaisquer palavras seriam poucas para expressar com que tristeza tomo conhecimento de tudo isso, com que angustia tenho acompanhado através dos jornais online toda essa tragédia.

Beijos

Pitanga Doce disse...

Não foi a primeira, nem será a última. O clima está mudando. Tudo é muito. Muito calor, muita chuva, muito frio. Há situações que podem ser previstas, mas outras não. O Centro de Friburgo "sumir do mapa", quem imaginaria semelhante coisa?

Paloma disse...

CIDA, DULCE, PITANGA,
As autoridades não interessa gastar
verbas prevendo tragédias. Alguns
políticos até incentivam essas cons
truções ilegais, em áreas de risco,
na intenção de angariar votos, como
já foi noticiado. Em tudo e por tu-
do(haja visto o recente aumento de
salários)os políticos fazem mais
mal ao povo do que os temporais.

Lilá(s) disse...

Tenho acompanhado as noticias e é deveras assustador.
Bjs

laura disse...

Por todo mundo vamos assistindo a casos assim, urge que o povo mude, replicando e gritando até se fazer ouvir, mas, os que estão bem deixam-se estar, e quem mais sofre é o povo...se é..e por todo lado é assim..até que um dia a mão de Deus desça na terra e ensine que viver não é corrupção mas amor...

Beijinho da laura

Nilce disse...

Oi Paloma

Estou muito triste e assustada com tantas tragédias, perdas humanas e materias.
Essa não atingiu apenas a população pobre, que sempre é a mais sofrida.
Sou solidária a todos.

Bjs no coração!

Nilce

Paloma disse...

LILÁ(s),LAURA,NILCE, hoje um cronis
ta do Jornal ¨O Dia¨, definiu bem o
que está acontecendo com essas cons
truções desordenadas.Em Friburgo,on
de a destruição foi maior,ele passa
va sempre as férias,em criança. Lá
existia um grande campo de morangos
que ele colhia.Agora existe um imen
so condomínio,no lugar.Desmatamento
por todo lado.É o que está aconte -
cendo. A natureza não perdoa.

gatinhafofa disse...

Realmente foi uma enorme tragedia. O Brasil está de luto. Beijinhos!!

Paloma disse...

GATINHAFOFA, embora isto aconteça
todos os anos, desta vez superou em
tudo.
Abraços

Tite disse...

Amiga,

Conheço as Flamboyant e devo dizer que é uma bênção da natureza no meio a tanta desgraça cruzar com tamanho hino à beleza.

Resta-nos dizer RIP aos que partiram e fazer o apelo às autoridades que não deixem voltar a repetir uma maldade dessas.

Beijossss

Paloma disse...

TITE, são mesmo muito lindas as ar-
vores de Flamboyant, em tempo de floração.Eu não me canso de admira-
las.
Infelizmente, as autoridades tudo
ignoram e todos os anos é a mesma
coisa.

Beijos

São disse...

É lamentável que os responsáveis não aprendam e sejam sempre os mais vulneráveis as vítimas!

Um abraço solidário para quem sofre e um beijo para si.

Pitanga Doce disse...

Troca a pilha, minha filha! Olha o SOL!!!!!!!!!!!!!!! hehe

Paloma disse...

SÃO, infelizmente tudo continuará
como antes.

PITANGA, pilha trocada. E,agora,
¨Pra não dizer que não falei de
amores¨ou será paixões? No fundo,
é tudo igual, pois tudo passa e na-
da fica.Esta já é outra musica:¨Mas
tudo passa,tudo passará.E nada fica
nada ficará¨Vamos de canção em can-
ção.