domingo, 5 de dezembro de 2010

AEROPORTOS

Não tenho muita experiência de viagens. Mas, por vezes, me ponho a pensar. O aeroporto, em toda parte do mundo, é a principal entrada do país. Lá de cima, antes de aterrisar, já podemos avistar a cidade. Assim, de preferência, deveria o aeroporto estar localizado num ponto bonito da cidade, ou pelo menos, com uma vista favorável, para recepcionar quem chega.
Aqui temos o Aeroporto Santos Dumont, num local super privilegiado, pois faz parte do nosso cartão postal, ou seja, a Baia de Guanabara, Pão de Açúcar, a Enseada de Botafogo e toda esta condição geográfica, que faz com que a cidade seja chamada , ¨Cidade Maravilhosa¨.
Já o aeroporto internacional, o Galeão(Aeroporto Tom Jobim) tem uma vista desestimulante e, para completar o lado negativo da questão, na saída, é necessário atravessar uma via expressa, chamada Linha Vermelha,para se chegar a qualquer lugar.Este caminho tem um cenário que só nos causa constrangimento. A paisagem é uma tristeza.
Lembrei-me agora de um sobrinho que,há alguns anos, foi para o Nordeste,onde o avião desceu num aeroporto próximo a um canavial.A descrição que ele fez do pouso, me rendeu muito riso.Ele disse ter tido a sensação de que o avião só iria parar dentro do canavial,onde se daria o desembarque. Fiquei imaginando a cena.

21 comentários:

Dulce disse...

Ah, Paloma, lá em São Paulo é a mesma coisa. O Cartão de visitas para quem chega por Cumbica são as marginais com todos os feios possíveis de uma cidade grande... Fazer o que?

Tenha um ótimo domingo.

Paloma disse...

DULCE, estamos mesmo mal de aeropor
tos. Mas,de qualquer jeito, na hora
de aterrisar, só esperamos que aque
le imenso ¨passaro metálico¨ pouse
em segurança.

Beijos e bom domingo.

Isa disse...

Acabei por sorrir pq imaginei a cena de q fala, passada com o seu sobrinho!
Fico a ouvir a música...suave aos meus ouvidos de mulher romântica!
Beijo.
isa.

Paloma disse...

ISA, voce não imagina de que manei-
ra ele se referiu a esse pouso do
avião, usando as mais engraçadas ex
pressões. Esse aeroporto fica em
Maceió, capital de Alagoas.

Beijos

Nilce disse...

Oi Paloma
Vim agradecer-lhe a visita.
Aeroportos centrais tem a dificuldade com prédios e dificulta os pousos.
Mas o Galeão, no Rio realmente dá um susto em quem chega pela primeira vez à cidade pelo caminho percorrido até os bairros mais centrais ou a zona oeste.
Acredita que não conheço o Rio, mas acompanho via Google Eart e é através dele que conheço muitos lugares, pelo menos em sonhos. rsrs

Bjs no coração!

Nilce

Pitanga Doce disse...

Esta descida no canavial dava até tema de novela. O casal correndo em câmera lenta. Ai, ai!

Tozé Franco disse...

Olá.
A descida em Lisboa é das mais bonitas do mundo (quando se aterra de sul para norte)
por estes dias tem sido a grande confusão À custa da grve em Espanha.
Um abraço

Leticia Gabian disse...

Verdade, Tozé!
Quando vim a Lisboa pela primeira vez, o meu irmão até me aconselhou o lado do avião onde deveria reservar o assento. E foi realmente um espetáculo de beleza!

Agora, Paloma, pense numa pista de aterrissagem na qual as aeronaves disputam espaço com ovelhas, vacas e afins. Assim foi, num país da América do Sul, em 78. Tremi na base, minha amiga!!!!!

Beijocas muitas!

Paloma disse...

NILCE,até no Google aparece a nossa
triste realidade. É lamentável!

PITANGA,este relato é verídico. Meu
sobrinho foi a Maceió,com a familia
a passeio, e me fez rir, contando
o susto que passou.

Paloma disse...

TOZÉ FRANCO,desci no aeroporto de
Lisboa, na primeira vez que voltei
a Portugal. Mas, faz tantos anos
que nem me lembro mais.Foi em 1972.

LETICIA, essa aterrisagem na África
do Sul, é ainda mais hilariante e
assustadora do que no canavial, de
Maceió. Ovelhas e vacas na pista
é de lascar.

Obrigada e abraços.

Rosa dos Ventos disse...

Lindo é o do Funchal, mesmo com a pista aumentada depois de um trágico acidente há bastantes anos parece que vamos amarar e não aterrar! :-))

Abraço

maria teresa disse...

Oa aeroportos muito junto das grandes cidades são muito perigosos, para além de terem dificuldade em abordar uma partida, em caso de emergência, se há um acidente as vítimas podem ser imensas.
Abracinho meu

Paloma disse...

ROSA DOS VENTOS, pelo fato de ser
uma ilha, entendo a sensação, pela
proximidade do mar.

MARIA TERESA,concordo plenamente.
Existem aeroportos, como o de São
Paulo, que ficam no meio das casas,
aumentando o risco na aterrisagem
dos aviões.

Abraços

Paloma disse...

LETICIA, retificando, sua experiên-
cia no aeroporto, deu-se num país
da AMÉRICA DO SUL. Portanto,vizinho
nosso. Temos mesmo alguns vizinhos
pitorescos.

Beijos

Laura disse...

Minha nina, em África a terra é seca desértica e sobrevoei imensas vezes lugares inóspitos, mas é sempre uma alegria quando um avião aterra em paz e nos faz chegar bem à terra onde vamos, isso equivale a toda a beleza...
desembraquei no aeroporto de Guarulhos, e Kubitsheke ou lá como se escreve...sempre bem, tão bema ssim..

Um beijinho e claro que havendo canas a estrada teria canas de lado, só podia ehhhh...se tudo fosse tão igual, nem valia a pena viajarmos pelo mundo...era?

laura

Paloma disse...

LAURA, concordo com você. No final,
o que importa mesmo é uma aterrisa-
gem perfeita e segura. O que vem de
pois, depende do lugar que escolhe-
mos para visitar.

Beijos

São disse...

Uma das aterragens mais lindas que fiz foi em Faro (Algarve); era noite e regressava de Inglaterra.

O mar de luz que nos aguardava, depois de termos dado a volta sobre o mar, era de uma beleza inesquecível!

Uma noite serena lhe desejo.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Este post fez-me lembrar a primeira vez que aterrei em Bombaim. Ao sobrevoar todos aqueles bairros de lata ( bem retrataos no Slumdog Millionaire) pensei que ia aterrar numa cidade maldita. Poucas horas depois, tinha outra noção da cidade completamente diferente. O problema foi ao egressar ao aeroporto, na hora da partida. Ao longo da estrada, milhares de pessoas vivendo em sarjetas, nas bermas!

Paloma disse...

SÃO, a cidade do Rio de Janeiro vis
ta do alto, a noite, parece um rosá
rio iluminado.


CARLOS, não sei se estou equivocada
mas a impressão que tenho da Índia
é a pior possível.

Marli Borges disse...

Paloma,
Passo a maior parte de minha vida viajando, (a trabalho, naturalmente, rsrs). Posso dizer que conheço uma boa parte dos aeroportos brasileiros. Tem cada um que só vendo. Mas por outro lado, quem iria aguentar a zoeira dos aviões em pontos privilegiados da cidade? Ninguém gostaria, tenho certeza. Deixa assim, deixa assim... rsrs.
Bjsssssss

Paloma disse...

MARLI, penso assim: já que tem que
ser nas cidades, poderia, pelo me-
nos ser nos lugares mais bonitos.
Como disse, o aeroporto Santos Du-
mont, com apenas voos domésticos,
fica no centro da cidade do Rio de
Janeiro, no cartão postal da cidade
Já o internacional fica na cidade,
mas num local decadente.