segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

CARNAVAL

Na Cidade do Rio de Janeiro já se respira Carnaval, desde o início de Fevereiro. E, a medida em que se aproxima o dia de Carnaval, se intensifica o clima carnavalesco. E, durante duas semanas, tudo gira em torno disto. Na quinta feira que antecede o feriado já começa a interdição de ruas adjacentes a passarela do samba. Depois, vem a semana propriamente dita, com três dias de folia e os demais dias, com resultados dos desfiles e comemorações neste sentido.
Eu resido a pouquissima distância do Sambódromo, uma avenida onde se realiza o ponto alto desta festa, o desfile das Escolas de Samba. Embora sendo tão perto, nunca fui assistir os desfiles. Jamais brinquei Carnaval, como muitas amigas faziam, nos clubes e blocos de rua. Não faz meu jeito este tipo de diversão. Porém, aprecio muito a criatividade e originalidade das pessoas que idealizam esta festa máxima, da Cidade.
E, assim é todo ano, nesta época. SAMBA, CARNAVAL e um calor de 40 graus!!!

16 comentários:

Cida disse...

Oi Palomita!
:)

Fiquei feliz que você tenha gostado da mensagem que coloquei no mosaicos.
Que bom!!

Quanto ao carnaval, quando eu era jovem, até que gostava de brincar um pouquinho. Agora não mais!
Pra dizer a verdade, não assisto nem os desfiles das Escolas pela TV. Me desligo completamente!
Meus filhos também não gostam nem um pouco, e sempre aproveitam essa época para curtirem uma praia ou um Hotel Fazenda.

Desejo tudo de bom pra você, amiga.

Fique com Deus.

Super beijo,

Cid@

Beth/Lilás disse...

Oi, Paloma!
Que bom vê-la blogando novamente!
Sobre carnaval, brinquei sim quando era criança, minha mãe sempre nos levava às matinês e eu adorava as fantasias que ela comprava para mim e meus irmãos. Depois, quando jovem, viajava com a turma, acampava, saía de férias nestes dias.
Agora, que não tem mais nenhum sentido para mim esta festa, que só visa grana pros bicheiros, mulher pelada, contravenção, baixarias de todos os tipos pela televisão nestes dias, realização dos egos das globais e etc., sinceramente, tô fora! Por mim carnaval poderia acabar, não sentiria a menor falta.
Acabou-se o glamour e as brincadeiras inocentes com confetes e serpentinas e quem teve o privilégio de curtir isso no passado, ótimo, porque o que se apresenta nos dias de hoje não vale a pena.
um grande abraço, carioca

Dulce disse...

bom dia, minha amiga,

Dificil não ligar o Rio ao Carnaval, não é? Característica do povo carioca essa alegria que invade a cidade em forma de música, risos, dança...
Os mais antigos lembram com saudade dos Carnavais de outrora, mais próximos ao povo, já que hoje tudo se concentra nos sambódromos, num espetáculo para o mundo. Mas parece-me que o Carnaval de rua está renascendo por aí, para alegria do povo da cidade mais alegre do país...

Beijos

Paloma disse...

CIDA, Estou tentando seguir a recomendação da musica: ¨Levanta,sacode a poeira e dá a volta por cima¨.
Sabe,eu também não assisto as Escolas de Samba,nem pela TV.Só não consigo me desligar porque cada vez que entra uma Escola de Samba,no Sambódromo,é um foguetório.E,olha que são muitas a desfilar.
Obrigada pela força que me dá.
Beijos

Paloma disse...

BETH,felizmente eu conheci este Carnaval, que voce relata. Era o máximo! Confetes,serpentinas,bailes nos Clubes,o povo fantasiado nas ruas.Uma festa muito diferente da de hoje.

Abraços

Paloma disse...

DULCE, grande amiga, de fato o Carnaval de rua se faz presente através dos muitos blocos, que saem em diversos bairros. E,a maioria desses blocos,com nomes pitorescos. O mais interessante é o repertório musical, composto apenas das marchinhas e sambas do passado, pois não se faz mais este tipo de musicas.E se ouve:¨Mamãe eu quero¨, ¨Mascara Negra, ¨Bandeira Branca¨,¨Joga a Chave Meu Amor¨e outras.
Beijos

Lilá(s) disse...

O povo brasileiro é alegre talvez por isso o vosso Carnaval seja único. Gostava um dia de estar por aí nesta época, não sei é como aguentaria os 40º!!!
Bjs

Catarina disse...

Gosto do Carnaval. E gostaria tanto de o passar um ano no Rio de Janeiro!

maria teresa disse...

Com calor ou sem ele,gostava de um dia poder assistir ao vivo a esse espectáculo único ...
Não sou grande fã do Carnaval mas o vosso tem muito que atrai o SAMBA,as VESTES,... tem COR,tem VIDA!
Abracinho meu!

maria selma disse...

Maravilhoso o carnaval no Rio...
Mas para quem gosta é gostoso,né....
passando para conhecer este espaço,
beijos e otima tarde

Pitanga Doce disse...

Ô Paloma, vou te dar uma dica: O bloco "Não bate, que eu gamo" é um dos mais animados. heheh

Paloma disse...

Lilá(s), Nesta época do ano o calor é mesmo insuportável e incomodo.Mas,para os carnavalescos isto é apenas um detalhe.

CATARINA,Os hotéis da Cidade ficam repletos de turistas estrangeiros,que chegam para curtir o Carnaval.

Paloma disse...

MARIA TERESA, além das vestes coloridas e especiais, tem muitas mulheres com pouquissima roupa ou quase nuas.

MARIA SELMA,para quem gosta,o Rio é mesmo o endereço certo.

Paloma disse...

PITANGA, como sugestão para a folia,também tem outros blocos famosos, como: ¨Concentra mas não sai¨, ¨Suvaco de Cristo¨ e ¨Só vou se voce for¨.

Cida disse...

Oi Paloma!
:)

Aquele dia, você disse que gostou daquele texto do Paulo Roberto Gaefke, então hoje eu te trouxe um de presente. Os textos dele são ótimos para reflexão.

Te desejo um lindo e feliz final de semana.

Fique com Deus.

Beijos meus,

Cid@


"Cuide das suas emoções!
Elas garantem a sua
estabilidade e a vida longa.

Os que sentem
saudade além da medida,
vivem do passado que
não volta,
e não conseguem
presenciar o presente,
encurtam o futuro.

Mais uma forma disfarçada
de suicídio.

Não guarde tantas emoções!
Extravase-as,
liberte cada sentimento.
Doe-se, ame, goste,
desgoste, sinta a sua raiva,
mas perdoe sempre,
é mais prudente e sensato.

Aquele que carrega o ódio,
leva uma cruz,
sofre sempre em dobro,
pela lembrança que
não se apaga,
e pela doença que
se instala e a radiografia
nem sempre mostra.

Cuidado com quem
você briga!
Cuidado com quem você se
lança ao desafio!
Cuidado com o que você fala!
Preste atenção nos seus
sentimentos.

Quantas mágoas você carrega
e nem percebe?

Aquela dor no estômago
que nunca cessa,
pode ser a ausência que
você não esquece.
Aquele nódulo estranho,
pode ser o luto mal resolvido.
O amargo na boca,
um amor mal resolvido,
o nervosismo,
amor mal-vivido.

Sempre é tempo para dar
um basta na solidão,
de libertar-se das correntes
da ingratidão,
de usar a força mágica
do perdão.

Para seguir viagem,
para ser mais saudável,
libere as suas emoções.
Compartilhe mais,
guarde menos,
seja breve com as emoções
que afligem,
mas eterno com o amor que
tudo perdoa,
liberta e faz crescer."


(Paulo Roberto Gaefke)

Paloma disse...

CIDA, minha grande amiga, voce nem imagina o quanto este texto tem a ver comigo. Vou reler muitas vezes, até decorar. Sei que não é fácil, mas tentarei seguir o máximo dos conselhos escritos.Uma psicologa ou psiquiatra,que eu consultasse,me faria exatamente esta recomendação,para eu tornar a ter paz.
Muito obrigada, por tudo.

Beijos,com carinho