sábado, 18 de junho de 2011

UM BOM LIVRO

Desculpem voltar ao tema ¨Leitura¨, mas ainda é um dos poucos prazeres que tenho na vida. Adoro ler um bom livro. Como falar do imenso prazer da leitura? Agradável sensação de passar a vivenciar uma estória, imaginando a figura fisica dos personagens e suas emoções. Na nossa imaginação, eles passam a ter vida própria, nos parecendo reais. E, assim nos transportamos para lugares distantes, onde se desenrola a trama ( no momento, estou passeando pela Irlanda).

Muito envolvente o livro que estou lendo ¨Retrato Mortal¨, de Nora Roberts (ou J.D.Robb). Mais um livro da série Mortal. Um excelente livro!

24 comentários:

Lúcia Soares disse...

Paloma, ler é um dos grandes prazeres da vida.Gosto muito de Nora Roberts. Suas histórias são envolventes e emocionantes.
Boa leitura, bom fim de semana!

Catarina disse...

Falar de leitura ou de um bom livro nunca se tornará um assunto enfadonho. Continue! : )

Paloma disse...

LUCIA, esta é minha escritora favorita. Também já li todos os livros de Sidney Sheldon.Ele,infelizmente,já partiu.

CATARINA, quando pego um livro como este, fico empolgada. E,gostaria que outras pessoas também tivessem esse prazer.Por isso,acabo comentando.

Catarina disse...

Tambem li muitos do Sidney Sheldon, provavelmente ate os li todos. E todos - tenho a certeza - do Robert Ludlum que faleceu ha relativamente pouco tempo.

Como mencionei num dos post agora estou numa de Donna Leon - leitura empolgante, divertida, com conteudo de conotacao politica e social.

Pitanga Doce disse...

Já tentei começar O Lago dos Sonhos várias vezes, mas tá difícil a concentração nos últimos tempos. Ainda chego lá.

Essa música do Julio...

"Jura-me mesmo com o passar do tempo
Não te esqueças do momento
Em que eu te conheci"


Óporamordedeus!

Cida disse...

E a leitura de um bom livro, nos traz sempre um prazer enorme, Paloma!

Eu me envolvo tanto, que sempre que fazem um filme, de algum livro que eu já li, eu sempre comento com meu marido: gostei mais do livro, do que do filme! Diz ele, que é porque sou uma ótima "diretora", e muito criativa, quando leio...rssss

Se você viu lá meu blog (dia 2 de junho), as minhas respostas ao desafio, deve ter lido que eu sou uma devoradora de livros. E é assim que eu me sinto! :)

E outra coisa: quando acabo uma leitura, gosto sempre de emprestar o livro para muitas pessoas, para que outros sintam a mesma gratificação que eu senti.

Beijão, e tenha um lindo domingo.

Paz e Luz!

Cid@

Paloma disse...

CATARINA, não conheço Robert Ludlum. Mas, vou procurar livros dele.
Também Danielle Stell escreve bons livros.

Paloma disse...

PITANGA, quando entro no meu blog, primeiro escuto meu JULIO cantar a música até o fim. Só depois me concentro na escrita. Paixão musical é fogo! rsss
Todas as canções desse espanhol,tão querido, são um recado musical.
¨gracias¨.

Catarina disse...

Danielle Steel não gosto.
Robert Ludlum escreveu livros sobre espionagem – sempre gostei deste género de literatura.

Paloma disse...

CIDA,eu também fico nessa torcida para que outras pessoas tenham a mesma satisfação, na leitura.
O livro é sempre melhor do que o filme. Talvez porque a leitura mexe com nossa imaginação e criamos situações e tipo de pessoas que o filme jamais poderia reproduzir.

Paloma disse...

CATARINA, li muitos livros de Ian Fleming, do Agente 007. É espionagem e suspense o tempo todo.
Também vi alguns filmes, mas o livro era melhor. Muito intenso.

Irving Wallace também tem bons livros.
Dos brasileiros cito Jorge Amado,de quem li muito.

Beth/Lilás disse...

Oi, Paloma!
Eu também adooooooro ler e morar em algumas histórias e personagens.
anotado mais este. valeu!
beijos cariocas

Rafeiro Perfumado disse...

Qual é a gramagem do livro, para saber se é uma leitura leve ou pesada?

Paloma disse...

BETH, e isso mesmo.Nos mudamos para o local onde se passa a história e passamos a vivê-la.

Paloma disse...

RAFEIRO,è uma leitura muito intensa e cheia de suspense,com um final imprevisível: alguém acredita poder imortalizar a juventude, através de um retrato e, para tanto, só há um jeito,morrer jovem.

Maria disse...

Amiga através da leitura voamos para longe da nossa rotina,quase que fazemos parte da historia.
Tenhoa uma semana maravilhosa.
beijinhos
Maria

Paloma disse...

MARIA, nos transportamos para os locais onde a história se passa.É fascinante! E, assim, por momentos até esquecemos as coisas que nos afligem. A leitura é uma terapia.

Rafeiro Perfumado disse...

Ou fazer muitas plásticas e mentir sobre a idade... ;)

Paloma disse...

RAFEIRO, driblar o tempo, é o que fazem muitas mulheres, embora não haja resultado. rssss

Pitanga Doce disse...

Ô Paloma, deixa o Julio aqui e vai lá na árvore!

Lilá(s) disse...

Para mim aproxima-se a altura de pensar em colocar as leituras em dia, que bem me sabe ter tempo para ler...
Bjs

Paloma disse...

PITANGA, quando ouço o JULIO esqueço da vida (que,por acaso não anda nada boa). Só quando ele terminar de me dizer: ¨JURA-ME¨, eu saio daqui.

Lilá(s) sempre arranjo um tempinho para ler.

Maria disse...

Querida amiga vim especialmente agradecer todas as suas visitas ao meu humilde cantinho e pedir desculpa de só poder vir visitar e comentar ao fim de semana, mas durante a semana é quase impossível, pois a minha disponibilidade de tempo é bem pouquinha. Os meus posts embora aparecem quase diariamente, são feitos pela noite adentro, quando é possível e depois são agendados.
Só bem á noitinha é que consigo parar as minhas tarefas diárias.
Reparei que agora só consegue comentar como anónimo, eu também tive esse problema, mas disseram-me uma forma de contornar essa questão e comigo tem dado resultado.
Quando entramos na nossa conta google no inicio, e é necessário colocar a nossa senha, deve ficar vazia (sem o pico) a caixa de "manter a secção iniciada". Tenha um excelente fim de semana.
Beijinhos
Maria

Paloma disse...

MARIA, não tenho muito conhecimento dessas formas diversas de lidar com a Internet.Por isso, sempre receio por acabar embaralhando tudo. Fiquei meio frustrada por não poder entrar em alguns blogs,dos amigos.Mas,percehi que outras pessoas também não conseguem.Comentar como anonimo foi a solução até que se normalize.
Gosto muito dos seus textos.
Beijos