sábado, 12 de fevereiro de 2011

SEM EXPLICAÇÃO
É comum ver-se pessoas com fones nos ouvidos e um ar de total alienação. Não seria estranho se estivessem ouvindo música ou algo realmente audível. Mas, num volume alto,que nos permite participar daquela esquisitice, ouve-se algo indecífravel, cujo som não dá para reproduzir aqui. Trata-se de uma batida repetida. O que é aquilo? Qual a finalidade daquele ruido contínuo, nos ouvidos e consequentemente dentro da cabeça? Não pode ser terapia musical, porque não tem musica, nem boa e nem ruim.Simplesmente,não existe música alguma. Como alguém, em são consciencia, pode suportar aquela coisa absurda, sem se incomodar? E, porque nos obrigam a participar daquela insanidade, em ambientes fechados, como o metrô?
Isto é um mal regional ou acontece o mesmo em outros lugares?

16 comentários:

Catarina disse...

Poluição sonora! Qualquer dia ficam surdos.

Rafeiro Perfumado disse...

É global. Mas eu confesso que quando no meu transporte vão gralhas, com conversas da treta, me refugio nos headphones.

Beijocas!

Paloma disse...

CATARINA, logo teremos uma legião
de surdos voluntários.

RAFEIRO,eu só queria que me expli-
casse porque esses headphones não
têm música. Que som é aquele?O que
é aquilo que se ouve? Será algum ti
po de recomendação médica? Pensei
ser a introdução de alguma música,
mas o som é sempre o mesmo,sem va-
riações.

Cida disse...

É a famosa bate estaca.
Hehehehehehehehehe

Pobres tímpanos! Não vão durar muito tempo, com certeza!

Quanto a mim, tem horas que nem música boa eu suporto. Nessas horas eu só quero saber de silêncio.

Beijinhos, e te cuide :)

Cid@

maria teresa disse...

Acontece em todo o lado... São exemplos de poluição sonora!
Abracinho meu!

Paloma disse...

CIDA,é isso mesmo, a deplorável ba-
te estaca. Imagina aquilo martelan-
do dentro da cabeça. Não é normal.
Há momentos em que o silêncio vale
ouro.

Beijos e sossêgo

Paloma disse...

MARIA TERESA, é de se lamentar que
este comportamento alienado,esteja
por todo lugar.
Beijos

Laura disse...

Olá menina.

Claro que a moda é ouvir em alto som tudo quanto bate...e o pessoal adora, escapa dos outros ruidos como conversa de treta como diz o rafeirito.

feliz dia para vocês , dos namorados.

beijinhos.

laura

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Por cá também acontece e de que maneira, Paloma! No Metropolitano é um inferno. Por mim, eles que ouçam o que lhes apetecer, mas obrigarem-me a ouvir é que não tolero.

Paloma disse...

CARLOS, pois esta é a minha bronca,
a minha indignação.Que ouçam o que
quizerem, mas que não me obriguem a
ouvir. Muita gente demonstrando, em
público, sua surdez e doideira.

LAURA, acho que ainda prefiro a tal
¨conversa de treta¨.

Rafeiro Perfumado disse...

Ele ter até tem música, simplesmente como a maior parte são batidas muito repetitivas, o que nós ouvimos parece o som de um pica-pau no cio.

Paloma disse...

Hahahahaha pica-pau no cio. Não ha-
via pensado nisso.Só mesmo o amigo
Rafeiro para definir aquela musica
que não tem musica.
Você sempre com uma boa dose de hu-
mor.

Lilá(s) disse...

É incrivél, faz-me confusão o ar quase alucinado dos jovens ouvindo apenas o matraquear ou algo assim....
Bjs

Paloma disse...

LILÁ(s), e eu que achava que esta
insanidade só acontecia nas bandas
de cá. Agora vejo que está por toda
parte.

Nilce disse...

Oi Paloma

Eu não uso transporte coletivo porque moro no interior.
Mas em compensação tenho uma vizinha ap. que é um horror. Acorda de madrugada gritando com as filhas e o marido, das 6 até as 7:15 quando eles saem. Fora o barulho de xícaras, pratos e talheres. Isso porque nosso prédio tem paredes grossas, tanto que da vizinha do outro lado, não ouço nem barulho da TV.
Depois ela começa com o som, cada dia é um estilo. Vai do evangélico ao rock pauleira, e o pior ela canta (grita)junto e liga o aspirador. Não dá nem pra ficar na minha sala. O barulho é insuportável.
Foi feito uma petição para ela sair e o prazo já se esgotou dia 15/12 e ela fala que não arruma lugar.
Ninguém aguenta mais.
Poluição sonora também mata aos poucos a gente.

Bjs no coração!

Nilce

Paloma disse...

NILCE, eu sei bem o que é isso. É
um castigo que nos é imposto.Este
tipo de gente não tem a menor sensi
bilidade, por isso nada os atinge.

Beijos